Agricultura familiar: Nordeste terá sistema integrado de informações.

Secretários e gestores durante o lançamento do sistema.


Notícia importante para os agricultores familiares. O Fórum dos Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar do Nordeste lançou, na quarta-feira (19), o Sistema de Informação Regional da Agricultura Familiar (SIRAF) e apresentou a proposta de criação do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste (PAS). A assinatura foi transmitida pelo Youtube e contou com a participação dos governadores Camilo Santana (Ceará), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Paulo Câmara (Pernambuco) e Wellington Dias (Piauí).

Representando o Governo do Maranhão, o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, e a presidenta da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (AGERP/MA), Loroana Santana, participaram do evento e afirmaram o compromisso do Estado no desenvolvimento do sistema.

“Uma ação importante para fortalecimento da agricultura familiar do Nordeste, que tem um grande protagonismo da força e da luta dos trabalhadores rurais. O SIRAF e o PAS representam um avanço para toda a região, contribuindo para a valorização e incentivo ao campo”, afirmou Júlio César Mendonça.

O sistema conta com um investimento de R$ 609 mil e será expandido do Rio Grande do Norte para os demais estados nos próximos dias. Os recursos são de um convênio firmado entre a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e a Aksaam, projeto que trabalha para a diminuição da pobreza rural com foco no desenvolvimento agrícola sustentável.

Além de qualificar as informações de mercado, o SIRAF agilizará compras governamentais e abrirá canais de comercialização com o setor privado (redes de supermercado, Fair Trades etc.).

“É um sistema regionalizado que dará concretude à integração da região Nordeste. Representará uma ferramenta de fortalecimento a esse importante setor da economia e permitirá a resistência e a união dos agricultores familiares”, definiu o governador Camilo Santana. Em seu discurso, a governadora Fátima Bezerra sublinhou o PAS como “uma saída ordenada voltada à retomada das políticas públicas direcionadas para a agricultura familiar”.

A presidenta da AGERP/MA, Loroana Santana, afirmou que as novas tecnologias são de fundamental importância para o desenvolvimento da agricultura familiar, principalmente neste momento da pandemia do Covid-19.  “O sistema apresenta uma solução para o trabalhador e trabalhadora rural, permitindo que seu produto atinja mercados que antes não poderiam ser alcançados”.

Outras propostas do fórum são criar um fundo reembolsável destinado à projetos de implantação e ampliação de agroindústrias, avançar nas políticas de convivência com o semiárido, apoiar a pesca artesanal e  garantir a inclusão produtiva de povos tradicionais e originários. “A digitalização dos serviços, tanto na assistência técnica quanto na comercialização, é muito importante neste momento quando os deslocamentos físicos estão limitados”, explicou o gerente de projetos do FIDA, Claus Reiner.

Agricultores familiares são os principais beneficiados.

Sobre Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *